Rato-do-campo

Apodemus sylvaticus

Classificação científica
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Rodentia
Família Muridae
Género Apodemus
Espécie Apodemus sylvaticus

Características:

– É um roedor de tamanho médio;

– O seu dorso é de tom pardo-amarelado, com alguns laivos avermelhados, e o ventre é branco-acinzentado;

– As suas orelhas são grandes e sobressaem de modo conspícuo da pelagem;

– Possui olhos redondos, grandes e negros, muito proeminentes;

– As patas posteriores são, comparativamente ao resto do corpo, muito grandes, sendo o comprimento do pé nunca inferior a 1,6 cm;

– O comprimento do seu corpo varia entre 7,6 e 11,2 cm, sendo a cauda tão comprida como a cabeça mais o corpo;

– A cauda é desprovida de pêlo e possui 130 a 180 anéis;

– O peso médio dos indivíduos desta espécie varia entre 25 e 40 g;

– Os indivíduos desta espécie vivem, geralmente, entre 18 e 20 meses.

Habitat:

– Esta espécie encontra-se desde o nível do mar até aos 2000 m de altitude;

– Ocupa um espectro de habitats bastante vasto, que inclui praticamente todo o tipo de bosques, zonas de mato, galerias ripícolas, sistemas dunares, pradarias de erva alta, áreas agrícolas e até zonas sub-urbanas.

Alimentação:

– Possui um amplo espectro alimentar, podendo considerar-se uma espécie omnívora e oportunista, consumindo aquilo que, em determinado momento, é mais acessível ou abundante, ou seja, a sua dieta varia ao longo do ano;

– Geralmente a base da sua dieta são bagas, frutos, sementes (castanhas, bolotas, pinhões, etc.), podendo consumir também caracóis, minhocas e insectos.

Predadores:

– Os seus principais predadores são carnívoros de pequeno e médio porte, com destaque para a geneta;

– Fazem, também, parte da dieta de diversas rapinas nocturnas e algumas cobras.

Reprodução:

– Em zonas mais frias, a reprodução decorre nas estações mais quentes, normalmente entre Março e Setembro. No entanto, em zonas com maior influência mediterrânica reproduz-se praticamente ao longo de todo o ano;

– A gestação dura entre 25 e 26 dias e durante o período reprodutor anual uma fêmea pode produzir três ninhadas, que variam normalmente entre 4 e 7 crias;

– As crias nascem cegas e sem pêlo, mas desenvolvem-se rapidamente. O desmame ocorre passados 21 dias e alcançam a maturidade sexual ao fim de poucas semanas;

– Os cuidados parentais são prestados exclusivamente pela fêmea, que pode iniciar uma nova gestação logo após o nascimento de uma ninhada.

Estado de conservação:

– Esta espécie é considerada “não ameaçada” (NT) em Portugal e não se encontra abrangida por nenhuma regulamentação nacional ou internacional.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: