Marta

Martes martes

Classificação científica
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Carnivora
Família Mustelidaeidae
Género Martes
Espécie Martes martes

Características:

– Morfologicamente semelhante à fuinha, a marta é um pequeno e elegante carnívoro, de hábitos discretos, muito ágil e excelente trepador;

– Marta (Martes martes) pertence à Família dos Mustelídeos;

– Com pelagem castanha, densa, macia e cauda tufada. Tal como a fuinha, possui uma mancha na zona da garganta (no entanto, ao contrário desta, a mancha é amarelo-alaranjada, não se apresenta dividida ao meio e não se prolonga pelos membros anteriores);

– Com patas mais adaptadas a uma vida arborícola, sendo as plantas dos pés mais largas e estando cobertas de longos pêlos, especialmente no Inverno.

– De um modo geral, desloca-se de uma forma mais esbelta, elegante e altiva do que a fuinha.

– O comprimento do corpo varia entre os 36 e os 56 cm e a cauda entre os 17 e os 28 cm. Os machos são maiores do que as fêmeas, pesando, respectivamente, entre 1.2 e 2.5 Kg e entre 0.8 e 1.4 Kg;

– Em cativeiro pode viver até aos 18 anos, mas em liberdade não passa dos 11.

Habitat:

– Espécie tipicamente florestal, tanto de zonas planas, como de montanha;

– Habita florestas de coníferas, florestas mistas, por vezes florestas de folha caduca e montados de Quercus spp;

– Utiliza também habitats rochosos e arenosos de zonas interiores e pode viver até aos 2000 m de altitude;

– Tocas localizadas em cavidades de árvores (ninhos de rapinas, tocas de esquilos, debaixo de raízes e em cepos) e em fendas entre as rochas.

– Raramente utiliza edifícios.

Alimentação:

– É um predador generalista, mas tem uma especialização sazonal:

– No Inverno alimenta-se principalmente de roedores;

– No Verão e no Outono alimenta-se sobretudo de insectos e frutos;

– O seu espectro alimentar varia entre micro mamíferos, frutos, aves, insectos e anfíbios.

Predadores:

– Não lhe são conhecidos predadores naturais.

Reprodução:

– O acasalamento ocorre entre Junho e Agosto;

– Possui ovo-implantação retardada e por isso, embora decorram entre 165 e 210 dias desde a fertilização até ao nascimento, a verdadeira gestação dura apenas 28 a 30 dias;

– As fêmeas podem acasalar com vários machos na altura do cio e têm apenas uma ninhada por ano;

– Os nascimentos ocorrem entre Março e Maio, e nascem em média 3 crias por ninhada;

– Os cuidados parentais são prestados exclusivamente pela fêmea;

– O desmame ocorre entre as 8 e 10 semanas, altura em que as crias começam a emergir do ninho. No entanto, só se tornam independentes por volta dos 6 meses de idade;

Estado de conservação:

– Em Portugal a Marta é uma espécie que se sabe estar ameaçada;

– Os seus principais factores de ameaça são:

– Armadilhas colocadas/montadas pelo Homem;

– Envenenamento e o atropelamento;

– Perturbações do habitat, sendo a desflorestação e a exploração florestal as causas mais importantes da sua regressão em certas zonas da Europa;

– Os incêndios, a perseguição/caça de Martas (principalmente pelo valor da sua pele);

– Pouca informação biológica e ecológica.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: