Bufo-real

Bubo bubo

Classificação científica
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Strigiformes
Família Strigidae
Género Bubo
Espécie Bubo bubo

Características:

– Com os seus60 cmde comprimento, chegado aos 86, o bufo-real é a maior ave de rapina nocturna existente na Europa;

– Pode pesar até 5,5 kg;

– A sua envergadura está compreendida entre os 1,70 e os 2,10 m;

– Possui dois penachos sobre a cabeça, que fazem lembrar duas “orelhas”.

– Os olhos, muito grandes, são cor-de-laranja;

– A sua longevidade varia entre os 10 e os 20 anos.

Habitat:

– Ocorre em regiões com pouca ocupação humana ou topograficamente inacessíveis, normalmente maciços montanhosos, vales rochosos e falésias litorais, sempre com presença de escarpas rochosos que constituem o seu abrigo e zona de nidificação.

– Pode também estar associado a zonas de baixa montanha com maciços florestais maduros que alternam com espaços de aproveitamento agro-silvo-pastoril.

– Os ninhos situam-se usualmente em fissuras, cavernas, ou em plataformas rochosas, protegidas por rochas salientes, arbustos, troncos e buracos de árvores ou até no solo, em zonas declivosas e em edifícios antigos. Por vezes ocupa os ninhos de outras aves.

– Os habitats de alimentação preferidos em Portugal pela espécie, segundo, são áreas de relevo acentuado, ocupados com matos em geral esparsos ou de aproveitamento agropecuário extensivo, tal como noutras áreas de Península Ibérica.

– Procura igualmente alimento em manchas florestais abertas, bosques ribeirinhos, zonas húmidas ou alagadas. Usam 4-5 sítios regulares que servem de pontos estratégicos de vigilância e locais de nidificação alternativos.

– Apesar de dormir normalmente durante todo o dia, pode desenvolver actividade em períodos crepusculares.

Alimentação:

– Alimenta-se principalmente de mamíferos de pequeno e médio porte (ratos, ratazanas, lagomorfos e carnívoros), aves de tamanho médio, e com menor frequência aves de rapina, répteis, anfíbios, peixes e cadáveres.

– Pode por vezes ocorrer canibalismo, jovens mais fracos podem servir de alimento aos pais e irmãos, mas também existe registo de adultos a serem devorados.

– Caça essencialmente de noite, começando logo após o pôr-do-sol; no período estival tem também alguma actividade crepuscular.

Predadores:

– Não lhe são conhecidos predadores naturais.

Reprodução:

– Espécie monogâmica, a relação do casal é permanente. Ambos os progenitores cuidam das crias.

– Crias nidícolas.

– Mostra fidelidade à área de nidificação durante vários anos, mais do que um ninho pode ser utilizado dentro do mesmo território, no entanto prefere apenas 1 ou 2 ninhos.

– No nosso país nidifica entre Dezembro e Junho.

Estado de conservação:

– Actualmente está em vias de extinção devido principalmente à perseguição humana, ou seja, pela perseguição directa que lhe é movida por ser tida como uma espécie “destruidora da caça” ou pela rarefacção das suas presas principais e de zonas desabitadas e inóspitas que necessita para sobreviver.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: